Blog

Notícias 26/03/2020

Curitiba 327 anos: curiosidades históricas

Cidade-modelo. Cidade-ecológica. O melhor lugar do país para testar ideias novas porque “as pessoas de lá são muito exigentes”. Esses são alguns dos títulos e referências à cidade de Curitiba, capital do Paraná, que completa 327 anos em 29 de março de 2020.

Confira algumas curiosidades históricas do município que a Terrasse Engenharia e Construções escolheu para construir seus empreendimentos, há quase 30 anos.

Sistema de Transporte Coletivo (BRT)

Em 1971, Curitiba tinha 700.000 habitantes. Era a típica “cidade brasileira”: a pessoa levava horas para ir do centro até o subúrbio. Na época, bradava-se que a solução era o metrô. Como não havia recursos suficientes para construí-lo, estudou-se um trólebus: “um ônibus com poucas paradas e uma faixa exclusiva”.

Desse modo, a cidade recebeu uma canaleta exclusiva para circulação dos expressos e o espaço remanescente foi destinado aos carros. As ligações de longa distância foram acomodadas em vias paralelas (rápidas), preparadas para acomodar a circulação em mão única. E assim, surgiu o BRT.

Rua das Flores (Calçadão da XV)

Curitiba foi a primeira cidade a fechar o centro para os automóveis, em maio de 1972, com a criação da Rua das Flores, uma obra polêmica. À época, o local abrigava os bancos, lojas e cinemas e a mudança não foi bem vista pelos empresários locais. A intervenção na Rua XV ocorreu no momento em que outras cidades investiam em obras para o automóvel. A obra começou numa sexta-feira e na segunda-feira de noite um trecho estava concluído, passadas 72 horas.

Parques urbanos

Na década de 70, foram implantados os primeiros grandes parques da cidade, como os parques Barigui, São Lourenço, Tingui e Tanguá. O processo de implantação se deu da seguinte forma: se uma família tinha 10 mil m² de área verde, a Prefeitura de Curitiba expropriava 80% da área e deixava os outros 20% para os proprietários a título vitalício, livre de impostos, em troca de uma venda econômica.

O sobrenome da família – Barigui, Tanguá – foi dado ao parque. À época, Curitiba tinha pouco mais de meio metro quadrado de área verde por habitante. Hoje, há perto de 60 m² por habitante, mais do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ópera de Arame, Jardim Botânico e Rua 24 horas

O conjunto arquitetônico Jardim Botânico, Rua 24 Horas e Ópera de Arame estão incluídos na “escola da boa arquitetura”, que tem como conceitos a arquitetura simples, marcante e rápida em sua execução. Por isso a escolha da estrutura metálica, mais ágil para ser implantada.

Criação da CIC

A criação Cidade Industrial de Curitiba (CIC) deu suporte econômico à transformação vivida pela cidade. À 10 km do centro, integrada à malha urbana por cinco vias conectoras e pelo sistema de transporte coletivo, a CIC nasceu como cidade (funções e serviços integrados) e não como distrito industrial. Foi planejada para receber indústrias, sem causar danos ao meio ambiente. Estima-se que 55 empresas das 121 instaladas na CIC em 1975 ainda continuam ativas.

Créditos: MEmilia Comunicação

(41) 3254-4567
Horário de funcionamento
Segunda a Sexta das 08h às 12h e 13h30 às 18h. Atendimento de vendas somente pelos canais: WhatsApp, Chat Online, E-mail ou Telefone.