Qual a cor ideal para cada ambiente da casa?

Sem dúvida, as cores são uma parte fundamental da composição de um ambiente. Além de transmitir sensações e ter o poder de influenciar nossas perspectivas, uma pesquisa feita para a AkzoNobel (Coral), mostra que 73% dos brasileiros entrevistados acreditam que mudar a cor de um ambiente influencia de forma positiva e o tom de cada cômodo pode torná-lo mais acolhedor.

Antes de escolher a cor ideal para um determinado cômodo, é necessário levar em conta os outros elementos que já compõe sua decoração. Para isso, conhecer um pouco mais sobre a harmonização das cores através do círculo cromático pode te ajudar. Essa ferramenta nos indica quais cores podem ser combinadas, aproveitando o máximo dessas combinações para a composição do design dos ambientes.

Para usar o círculo cromático de um jeito simples, basta prestar atenção aos segmentos, cores do mesmo segmento vão desde tons mais escuros e conforme se aproximam do centro ficam mais claras, fazendo combinações de “tom sobre tom” com intensidades diferentes de uma única cor.

As cores que se encontram lado a lado (dispostas em segmentos diferentes), pertencem a tonalidades diferentes, portanto para combina-las, o ideal é que estejam a pelo menos 3 segmentos de distância, ou até utilizar as chamadas “cores complementares” que se encontram em diâmetros totalmente opostos. Além disso, é preciso levar em consideração que a divisão entre cores quentes, que são mais estimulantes, e as cores frias, que transmitem uma sensação mais relaxante.

Após analisar as cores de acordo com suas combinações, para escolher a cor ideal, é necessário analisar as sensações e efeitos visuais que cada uma transmite. Os chamados tons “neutros” como bege, branco e cinza, estão associados a paz, tranquilidade e limpeza, possui a capacidade de proporcionar maior amplitude, já o preto, é ligado ao poder e a riqueza, graças a sua enorme capacidade de contraste com qualquer outra cor, pode ser utilizado para tornar os ambientes mais íntimos, aconchegantes e sofisticados.

Cores frias como o verde, estão associadas ao equilíbrio e harmonia, ambientes com essa cor transmitem tranquilidade e concentração. O azul é utilizado para acalmar e relaxar, por isso é frequentemente encontrado em dormitórios e ambientes de descanso. O violeta simboliza a nobreza e o luxo, quando utilizado em tons mais claros ajuda a criar ambiente mais delicados, os tons mais escuros atribuem uma aparência “aveludada” e luxuosa.

As cores quentes como o vermelho, muito associado ao poder, força e romance, pode ser aplicado em paredes ou acessórios para aquecer ambientes com tons mais frios. O laranja, cor ligada ao movimento, energia e criatividade, é ideal para salas de estudos ou escritórios. O amarelo é estimulante e passa muito energia, tons mais vivos podem ser usados em locais de convivência ou focados nos detalhes, os mais esverdeados e claros podem dar um toque energizante aos espaços comerciais ou da área de saúde.

Agora basta ficar atento ao uso das cores e suas combinações em detalhes ou elementos mais amplos de decoração, para montar o espaço com a energia que você está procurando.

Gostou dessa dica de como escolher a cor ideal para as paredes ou outros elementos dos cômodos? Fique atento à nossa sessão de Arquitetura e Decoração para conhecer outros artigos com essa temática.

Fontes: dicasdearquitetura.com.br , coral.com.br e vivadecora.com.br

Sustentabilidade no design de interiores

Ao contrário do que muitos esperam, o design de interiores sustentável não se resume apenas à decoração com peças e materiais recicláveis, mas deve pensar em toda a cadeia produtiva. Observando desde a extração da matéria prima, até seu reaproveitamento ou descarte. As vantagens de

Leia mais »
FALE COM UM CORRETOR